Publicado em Comportamento, Crônicas, Desabafos

Quem eu realmente amo?

large (9)

Hoje eu estava relembrando de todas as merdas que andei fazendo com a minha vida nos últimos meses. Talvez seja a síndrome da sensação de traída que me fez ficar com vários garotos ao mesmo tempo sem se importar com o sentimento de nenhum deles. Por aquele momento eu esqueci que eu apenas não beijava e transava e sim eu mexia com um ser humano.

Dizem que geralmente homem tem este hábito de sair pegando geral sem se importar com os sentimentos, mas por uns meses eu acabei agindo assim e sei que a lei do retorno vai me fazer passar por isto em algum momento. E infelizmente eu irei sofrer muito.

Andei aprontando, ficando com pessoas e magoando essas pessoas. Fazendo criarem expectativas de que um dia o lance partiria pra um relacionamento sério e talvez duradouro. Ignorei pedidos de namoro, brinquei com pessoas e fiz de capachos. Me sinto muito mal por isso.

A sensação de utilizar pessoas apenas pra preencher um vazio que foi deixado em você ou uma especie de rancor do tipo:” Já que ninguém foi fiel a mim, não serei fiel a mais ninguém.” Nesse sem se importar, acabei iludindo 4 pessoas de uma vez só e hoje chego a conclusão, será que eu me apaixonei por algum deles ou apenas os utilizei pra preencher meu vazio ou só de raiva mesmo?

Infelizmente fui uma filha da puta suficiente pra iludir quatro garotos sem amar nenhum. Apenas beijos, cariciais e sexo. Pior de tudo é ser a mesma com todos, não saber nem tratar um diferenciado. Acredito que a única diferença era o tempo.

O que mais me dói é saber que cada um deles guardam uma boa lembrança de mim e dizem que não me esqueceram. Cada um deles soube me fazer bem e preencher aquele vazio que eu sentia e suprir minhas necessidades. Também guardo ótimas lembranças de cada um deles. Mas infelizmente a minha vontade apenas de ficar com eles, dar uma chance e me envolver sem total sentimento, me fez não me apaixonar por nenhum deles.

Sinceramente eu não amo nenhum deles. Na verdade eu ultimamente ando com medo de amar e este meu medo de amar vai render ainda vários posts. Logo quem? Eu que sempre vivo pedindo pra que todos deem chances ao amor.

Anúncios
Publicado em Comportamento

Não se importe

large

Hoje eu estava conversando com um grupo de amigos a respeito de pessoas que se importam com a vida de ex-namorados e atuais. Contei um caso muito engraçado que aconteceu comigo recentemente e que eu simplesmente não acreditei em que ponto as pessoas chegavam em relação a isso.

O mundo seria mais fácil se as pessoas cuidassem de suas próprias vidas e não se magoasse revirando passado/presente de atuais/ex namorados do outro/outra. Pior coisa do mundo é ficar stalkeando a vida de quem simplesmente não te interessa, é uma perca de tempo tão grande que se a pessoa soubesse ocuparia este tempo lendo livros.

Tem uma frase que diz assim: “Quem procura o que quer, acha o que não quer”, mas é verdade. Ser stalker de ex/atual é suicídio psicológico e emocional. Sem querer você pode encontrar coisas que jamais irá te agradar. Pior ainda é descobrir coisas extremamente desnecessária.

Ao contar o caso desnecessário ocorrido, meu amigo me sugeriu que eu bloqueasse a pessoa, pelo simples fato de analisarmos delicadamente o tipo da pessoa. Assim ela não vê o que eu público e evita estresses para ela. Até porque infelizmente não fui a paranoica da história. Mas foi a melhor forma de evitar situações desagradáveis.

Queria deixar este conselho para vocês, assim como analisei e conclui hoje com meus amigos tomando um belo sorvete, que certas situações podemos evitar de ver e se importar. Que não devemos nos importar e nem  nos sentirmos ameaçados em relação a devidas importâncias que outras pessoas dão.

Talvez se as pessoas se importassem menos com o passado da outra pessoa e vivesse o presente, se importasse em fazer aquela pessoa feliz, curar as feridas e mágoas do passado. O tempo que procura picuinha ou motivos pra implicar, a pessoa deveria procurar motivos pra fazer aquela pessoa feliz ou fazer uma linda declaração de amor.

Não se importe com o passado de ninguém, e nem procure se machucar descobrindo o que não deve. Se você é uma pessoa stalker em excesso, apenas pare. As chances de se magoar são muito maiores. Simplesmente bloqueie, não se importe e viva a sua vida. Não perca tempo com quem não se importa contigo e nem dá a minima pra sua existência.

Publicado em Crônicas, Textos

Moço, eu ainda lembro de você

large (7)

Hoje eu estava ouvindo canção noturna, uma música que me lembra a fase que passei uma semana encantada com você e na outra foi quando você demonstrou sinais de estar encantado por mim. Pra ser mais sincera, as músicas do Skank lembra muito nós dois, pois descobrimos sem querer este gosto em comum e o fizemos trilha sonora do nosso lance de apenas 1 dia e meio.

“Moça verde, você é uma gracinha, você é a minha Fiona e eu o seu Sherek”, nunca esqueci esta cantada que você me deu e em seguidas nos beijamos a sós. Foi um dia meio louco, mas foi um dia muito diferente na minha vida. Não imaginaria que jamais seria capaz de ficar com uma pessoa tão perfeitinho que nem você e diga-se de passagem um gato.

Sempre fui aquele tipo de pessoa que confia no taco, mas também conhecia meus limites e senti que ultrapassei os limites quando fiquei com você. Não é falta de auto-estima mas eu nunca imaginaria que ficaria com um cara tão lindo que nem você. A parte mais engraçada, você ficar comigo mesmo quando eu estava verde e ficar encantado ao me ver sem ser verde. Seus olhos brilharam e você não parava de dizer o quanto eu era linda e me beijava o tempo inteiro.

Hoje estávamos conversando e você lembrou do dia que ficamos pela primeira vez. Naquele camarim apertado, mas que foi inesquecível para mim tudo o que teve entre a gente. Nos entregamos de uma maneira de extrema confiança, jamais imaginaria me entregar de cara pra um cara como aconteceu naquele dia e no outro dia também.

Lembro que fui no hotel te visitar, era umas 9h da manhã, te levei para conhecer a cidade. Você me beijou no farol da Barra, vi seus olhos brilhando e o seu sorriso também como nunca havia visto na minha vida. Aquela cena pra mim foi inesquecivel. Assim como você é inesquecivel para mim.

Quando você partiu, senti um aperto no peito e vi que eu sentiria saudades de você. Parecia até cena de casal que se separa, quando você me deu um beijo longo mesmo com seus amigos te apressando.

Você voltou pra sua cidade destino. Você foi a pessoa que eu fiquei e mesmo não querendo eu criei mais apego e conseguiu ser uma forma inesquecivel para mim. Foi um dos lances mais bonitos da minha vida e hoje eu adorei relembrar isto com você através das nossas conversas.

Eu ainda lembro de você e eu sempre irei lembrar. E nunca irei esquecer de quando você pegou seu violão no hotel e cantou a música canção noturna para mim.

Moço, você tem espaço e sempre terá em meu coração e em minha memória.

Publicado em Comportamento, Crônicas, Desabafos

Liberte-se

large (6)

Meses e mais meses que eu estou cheia de coisas engasgadas aqui dentro de mim. Muita coisa aconteceu de março para cá. Vontade de escrever nunca me faltou, o que estava faltando era tempo mesmo.

Não imaginaria que eu fosse conseguir um emprego tão cedo assim na minha vida e eu nem imaginei que seria tão difícil assim conseguir conciliar as coisas. É um desafio para mim conciliar faculdade com trabalho, até por causa do meu tdah (transtorno deficit de atenção e hiperatividade).

Hoje foi um dia tão diferente e maduro da minha vida. Foi um dia que eu decidi me libertar de muitas coisas e finalmente amadurecer. Percebi que meu maior problema, era eu mesma. Eu tinha medo de mudar e ser uma pessoa, mas vejo que eu necessito crescer e amadurecer.

Preciso me libertar de muitas coisas que estão presas dentro de mim. Manias, pensamentos, algumas filosofias e entre outras coisas.

Não é a primeira vez que eu digo que irei mudar, mas talvez a decisão de hoje seja para sempre. Só eu sei o que eu sofri nos últimos dias devido a minha personalidade impulsiva. Aprendi da pior forma possível. Realmente eu esperei quebrar a cara.

Libertei-me de um eu antigo, e agora eu virei uma nova eu. Espero que eu seja tudo aquilo que sempre precisei ser. Não é questão de agradar as pessoas em meu torno, é questão de convivência e paz comigo mesma.