Publicado em Crônicas

Sentada no meu canto

sofa

São exatamente 02:11 da manhã, você está de consciência tranquila mas eu não estou. Enquanto você dorme, eu fico aqui sentada no meu canto, com um notebook na mão, escrevendo sobre a dor que se passa aqui dentro de mim e que você nunca enxerga-lá.

Nas últimas semanas, tenho feito muito isso de ficar sentada em cantos, independente de ser da minha casa ou não. Tenho dormido em posição fetal, chorando baixo e as vezes até com o coração mas tudo isto em algum canto.

Eu não tenho cantado, mas tenho tocado muito teclado, músicas depressivas, mas tenho vontade até de cantá-las. Na verdade, músicas tristes tem feito parte das minhas playlists, elas me entendem melhor que qualquer pessoa neste universo.

Continuo aqui, sentada no meu canto, escrevendo e esperando com que este sofrimento passe. Mesmo que eu tenha que tentar fingir que estou bem, meus olhos me denunciam as vezes.

Eu estou triste, mas ninguém se importa, eu tenho que rir, tentar ser feliz até chegar a madrugada. Quando tudo vira lágrimas, dor e sofrimento. Só me resta vim sentar no meu canto, escrever até eu ir dormir no meu canto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s