Publicado em Comportamento, Crônicas

É em você

2bcadbdf0001d65250cf6aaf_large-Certa vez estávamos passeando pela praça e você ficou querendo saber o porque eu estava tão calada e concentrada. Eu na verdade não havia entendio a pergunta, então eu te dei um beijo como se fosse o último. Você me abraçou e nos sentamos no banco.

Não sei o porque, mas naquele dia eu estava realmente estranha. Eu estava feliz demais, apegada demais a você e te amando muito mais do que antes. Eu não queria realmente imaginar como eu seria longe de você e sem saber que na saída da escola você não vai estar na pracinha me esperando. Eu fui dormir na noite anterior apenas pensando nisto e isto ficou grudado na minha mente o dia inteiro.

Eu não sabia ao certo, como conversar com você sobre a minha maldita insegurança e medo de perder. É que quando tudo está perfeito demais a gente começa a estranhar e querer que nunca acabe. A  gente fica com medo de se iludir e ao mesmo tempo a gente não quer deixar de amar.

Fiquei pensativa por várias horas, até que eu te vi lá e deixei uma lágrima escorrer pelo meu rosto. Eu estava completamente confusa, não sabia ao certo se seria assim pra mim. Fiquei andando, te deixando no vácuo e assustada como sempre. Você então, me parou e quis saber no que eu pensava e que me deixava tão confusa assim. Eu olhei nos teus olhos e disse que meus pensamentos estavam em você e é em você que eu estava pensando desde a hora de dormir até a hora que eu acordei. Apenas chorei no seu ombro e você disse que me amava.

Anúncios

2 comentários em “É em você

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s