Publicado em Crônicas

Eu odeio lugar cheio

Pessoas se movimentando a todo tempo, gritando, conversando, rindo escandalosamente, suor, agonia, dor de cabeça, problemas, pensamentos negativos, ignorância das pessoas e outros fatores que me fazem gostar de lugares poucos habitados.

Não me chame para ir a uma balada famosa da cidade, pois se estiver lotada eu não irei me sentir a vontade. Irei me sentir sufocada, querendo sair o mais rápido possível e irei ser chata, eu não quero estragar a sua noite. Não me convide para aniversário de crianças, pois fora a comida, eu não suporto gritos e ver pessoas correndo por toda parte. Não me convide para um acampamento, pois quando estou em contato com a natureza eu gosto de ler ou escrever.Eu odeio lugar cheio, me dão agonia, eu me sinto presa em uma jaula de canil com 400 cachorros.

Gosto de me sentir livre, a vontade, querer andar sem me esbarrar nas pessoas, pois eu sou muito desastrada. Andar sem ter que pedir licença, poder fazer um circulo em volta de mim mesma, abrir os braços, rodar e ver que eu estou a vontade. Me sinto muito bem quando estou só ou em um lugar pouco habitado. Pois não existe sensação melhor de sentir-se totalmente você e você. E se o lugar estiver vazio, melhor ainda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s